Sobre nós

A Casa dos Arrábidos é uma propriedade que teve na sua origem um antigo convento de frades Franciscanos Arrábidos que aqui se instalaram no século XVI construindo um convento, uma capela e uma "cerca" murada, alguns anexos, bem como uma horta e um pomar que serviam o convento.

Em 2004 a Casa dos Arrábidos foi tranformada em Turismo de Habitação, aproveitando-se todos os vestígios do antigo Convento e dos seus anexos. Interiormente a casa foi dotada de todo o conforto moderno, mas em todos os momentos de reconstrução sempre houve o maior cuidado em aproveitar a traça original, não destruindo ou ocultando qualquer vestígio histórico, mas antes aproveitando-os e realçando-os para poderem ser livremente desfrutados.

Deste conjunto, hoje os nossos hóspedes podem usufruir de:
5 Quartos Duplos (da Eira, dos Cedros, das Buganvílias, da Capela e do Freixo) de ambiente acolhedor, com casa-de-banho privativa e aquecimento central;
1 Apartamento T0 totalmente equipado e independente do resto da casa;
Salão de arcos abertos sobre o jardim, com lareira, televisão e snooker;
Kitchenette de apoio ao salão, instalada numa pequena dependência do antigo convento;
Quarto de brinquedos, para crianças, no espaço que foi outrora uma cela dos frades arrábidos.

O exterior, perfeitamente integrado com a casa, tem a traça de simplicidade e frugalidade que caracteriza o espírito do lugar e ao mesmo tempo um sabor que convida ao repouso e à comunhão com a natureza.
Deste exterior que se estende a partir de toda a frente da casa destacam-se; o relvado, com zonas ajardinadas ou arborizadas para onde dá o salão; a piscina com cerca de 15x5m e zona de praia para crianças e ainda a horta, o pomar, a zona dos animais e o olival até à extrema da propriedade.
É de referir também a pequena ermida do tempo dos frades, de forma circular e tecto abobadado, com nicho, bancos em pedra e nascente de água.

Ao lado da casa, a Capela do extinto Convento de Santo António também pode e deve ser apreciada, principalmente em virtude dos belos azulejos setecentistas que representam temas da vida de S. Francisco e de Santo António.